65 3054 5323 Av. Ten. Coronel Duarte, 1585
Dom Aquino - Cuiabá / MT

Gado Facil

Notícias
Imea atualiza amostragem; número de animais confinados chega a 884 mil

números do confinamento em Mato Grosso, e com uma mudança na quantidade de informantes – agora são 186 confinadores relatando seus dados ao instituto -, houve um aumento significativo no número final de animais confinados: 884,8 mil cabeças de gado em confinamento, número 5,65% superior à estimativa de abril.

Com a divulgação do segundo levantamento das intenções de confinamento em 2021, foi possível atualizar o resultado do primeiro levantamento, realizado em abril. A estimativa, que era de 606 mil bovinos confinados, passou a ser de 837 mil animais confinados.

Segundo o Imea, apenas 149 informantes participaram do levantamento, representando 80,11% da amostra total. “Quando se compara com o consolidado de 2020 (também ajustado com a nova amostra), o resultado foi 7,57% acima do observado no período e 25,61% acima do mesmo período do ano passado”, divulga o documento.

A região Oeste de Mato Grosso é a líder no volume de animais confinados, seguida pela região Médio-Norte. “A aproximação geográfica com a produção dos grãos que se concentra nesses espaços é o que continua impactando para este cenário”, destaca o Imea.

A razão para mudança de cenário se deve ao fato do primeiro levantamento não contar com dados suficientes. À época, mais da metade dos informantes ainda estavam sem previsão ou indecisos sobre realizar o confinamento ou não.

Cenário
Em análise mais profunda, foi constatada que os confinadores de pequeno porte tendem a reduzir a quantidade de animais confinados por conta do elevado preço dos insumos e da valorização observada nas cotações dos animais de reposição; já os grandes confinamentos optaram por aumentar o seu rebanho de bovinos amparados pela valorização da arroba do boi gordo.

Este perfil geralmente se organiza com antecedência para realizar o confinamento dos animais”, ressalta o instituto.

Animais de reposição
Outro ponto que animou o mercado foi o recuo recente nos preços de algumas categorias dos animais de reposição, bem como o período atual da colheita do milho, principalmente nas regiões em que a disponibilidade desses insumos é de grande relevância.

Vale ressaltar que esse cenário mencionado trouxe boas perspectivas no curto prazo para o produtor e influenciou na sua tomada de decisão. No entanto, durante o levantamento, ao analisar o fechamento anual, as principais preocupações continuaram sendo pautadas no preço do boi gordo, da reposição e dos insumos.

Notícias
Boi gordo: marasmo nas praças paulistas O cenário na última segunda-feira (26/7) foi de estabilidade nos preços no mercado do boi gordo em São Paulo. As escalas de abates estão confortáveis há alguns dias e no começo dessa semana não foi diferente. Segundo levantamento da Scot Consultoria, o boi, a vaca e a novilha gordos foram negociados por R$315,00/@, R$294,00/@ e R$298,00/@
Escalas de abate confortáveis nas indústrias frigoríficas paulistas A cotação do boi gordo em São Paulo ficou estável na comparação dia a dia. A melhora na oferta mantém as escalas de abate confortáveis, atendendo, em média, sete dias. Algumas unidades frigoríficas optaram por ficar fora das compras na manhã de terça-feira (13/7). Dessa forma, boi, vaca e novilha gordos foram negociados em R$315,00/@, R$2
Carta Boi - A oferta de gado no segundo semestre O anúncio do recuo de 10,6% no abate de bovinos no primeiro trimestre, frente ao primeiro trimestre de 2020, ratificou que a oferta de gado está curta neste ano. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as 6,56 milhões de cabeças abatidas foram o menor volume desde 2009, quando os abates foram de 6,49 milhões de bovinos.
Boi gordo: estabilidade no primeiro dia da semana Em São Paulo, a dificuldade no escoamento de carne bovina no mercado interno deixou as cotações do boi, da vaca e da novilha gordos estáveis na última segunda-feira (5/7), frente a última sexta-feira (2/7). Segundo levantamento da Scot Consultoria, o boi, vaca e novilha gordos ficaram cotados em R$317,00/@, R$294,00/@ e R$310,00, nesta ordem,
Mato Grosso é estado mais eficiente do País na vacinação contra febre aftosa Estudo apresentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento revela que a eficiência da vacinação é de 99,99%
Organização internacional certifica região Noroeste de MT como zona livre de febre aftosa sem vacinação Município de Rondolândia e partes de Aripuanã, Colniza, Comodoro e Juína foram certificados em evento da OIE nesta quinta-feira (27.05)
Diferencial de base MT-SP é o menor dos últimos 13 anos O diferencial de base MT-SP caiu para -5,12% em abril
Boi gordo: mercado estável, mas firme em São Paulo no início da semana Em São Paulo, com a maioria das indústrias frigoríficas avaliando o mercado na manhã da última segunda-feira (31/5), as cotações mantiveram-se estáveis, frente à última sexta-feira (28/5). Segundo levantamento da Scot Consultoria, o boi, a vaca e novilha gordos ficaram cotados, respectivamente, em R$310,00/@, R$287,00/@ e R$301,00/@, preços br
Fazenda em MT colhe 15,6@ em 130 dias de safrinha com “lavoura de carne” À medida que a tecnologia avança no agro e a competitividade com outras culturas aumenta, cresce o desafio do pecuarista em ser o mais eficiente possível ao transformar cada touceira de capim em carne.
Capacidade de abate de bovinos na indústria apresenta alta em MT A taxa de utilização da capacidade de abates de bovinos na indústria frigorífica de Mato Grosso apresentou alta em fevereiro deste ano
agência dream